Toyota Hilux elétrica é usada como 'lotação' em testes reais pré-produção - noticiasbh

Toyota Hilux elétrica é usada como ‘lotação’ em testes reais pré-produção

Philipe - Redação Noticiasbh


Lançamento de peso dentro do calendário de novidades elétricas da Toyota, a versão EV da picape Hilux está cada vez mais perto de chegar ao mercado. A própria marca já confirmou a estreia comercial da caminhonete para 2025 e anuncia agora a realização de testes em condições reais antes do início da produção em série. As provas estão sendo realizadas na Tailândia, que será o primeiro mercado a receber a Hilux EV.

Ao todo, 12 unidades da picape elétrica foram cedidas para a cidade turística de Pattaya, no leste do país, e estão sendo usadas de forma experimental como transporte público, carregando passageiros na caçamba adaptada com bancos. O objetivo é avaliar o comportamento dos componentes mecânicos (motor e bateria) diante de condições reais de uso.

A produção será concentrada na própria Tailândia, que já produz as versões convencionais da Hilux há décadas. O país possui importante centro de pesquisa e desenvolvimento da Toyota, além de atuar como base de produção e exportação para toda a Ásia. Localmente, as picapes representam mais de 50% das vendas totais do mercado. “Nossa intenção é produzir o Hilux BEV aqui”, disse Pras Ganesh, vice-presidente executivo da Toyota na região.

Toyota Hilux Revo BEV

Apesar da confirmação, a Toyota ainda faz mistério sobre detalhes específicos, como motores e baterias. Tudo o que sabemos sobre a Hilux elétrica se resume ao conceito Hilux Revo BEV revelado em 2022. O modelo foi apresentado com carroceria pintada na cor branca e equipado com elementos como grade com desenho exclusivo, rodas escurecidas e estribos laterais. A carroceria é do tipo cabine simples.

Mecanicamente, a Toyota divulgou apenas autonomia de 230 km e não revelou quaisquer dados sobre potência, autonomia ou capacidade da bateria.

- Publicidade -
[wpadcenter_ad id='7984' align='none']
Compartilhar conteúdo
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *