BH

Destaques: Alexandre Nero relembra ‘Império’: ‘Serei eternamente o Comendador’

Ator interpretou o protagonista da novela, que será reprisada a partir desta segunda (12), na Globo

Alexandre Nero conta que quando soube que iria interpretar o Comendador José Alfredo na novela “Império” – que será reprisada a partir desta segunda-feira (12), na Globo –, a primeira coisa que pensou é que não daria certo. “Era uma aposta em uma pessoa que nunca tinha feito um protagonista”, disse o ator, hoje com 51 anos. “Mas as pessoas compraram essa maluquice do Aguinaldo Silva”, afirmou ele, citando que a ideia de convidá-lo para a trama foi do autor.

O Comendador, admite Nero, virou um dos personagens mais marcantes de sua carreira. “Ele virou um fenômeno maluco. As pessoas se fantasiavam de Comendador no Carnaval; tinha romaria na porta da minha casa, e eu tive que mudar. Eu recebo mensagens de pessoas do mundo inteiro”, relembrou.

Nero conta que ainda hoje as pessoas o chamam de Comendador. No começo, ele revela que era uma situação que o incomodava um pouco. “Mas depois que eu vi alguém chamar o Antonio Fagundes de ‘rei do gado’ (em referência ao personagem que interpretou na novela de 1996), quem sou eu para não querer ser chamado de Comendador”, disse Nero, aos risos. “Serei eternamente o Comendador”, completou o artista, que deve voltar ao ar ainda neste ano na novela inédita “Nos Tempos do Imperador”.

Ele aponta um motivo para o sucesso de José Alfredo. “O Comendador era um homem grotesco, que maltratava um pouco as pessoas. Fica muito claro que a partir do momento em que ele encontra a filha que ele não sabia que existia, a Cristina (Leandra Leal), é ela quem começa a fazer o coração dele amolecer. Ele era um homem que só queria saber de dinheiro – era essa a relação dele com o mundo. Mas o encontro com a Cristina o torna mais afetuoso e afetivo”, explicou Nero.  “Ele é o famoso anti-herói. Não é o vilão, nem o bonzinho. É grotesco, mas humanizado. No caso do Comendador, acho que foi esse encantamento que as pessoas tiveram com ele”, analisou o ator.

A história

“Império” mostra a trajetória de José Alfredo, um homem de origem humilde que, obstinado pelo poder, constrói um grande império. Entretanto, todo dinheiro será alvo de disputa dentro da própria família. A história é dividida em duas fases: na primeira, Chay Suede dá vida ao jovem José Alfredo – foi o primeiro trabalho do ator na Globo. Ele deixa Pernambuco e vai para o Rio de Janeiro em busca de uma vida melhor. Lá, se apaixona por Eliane (Vanessa Giácomo). Porém, o casal não consegue ficar junto por causa das tramoias de Cora (Marjorie Estiano), irmã de Eliane.

Sem saber que seu grande amor está grávida, José Alfredo vai embora e vai trabalhar no garimpo. É lá que ele começa a construir seu império. Após um salto no tempo, Alexandre Nero assume o papel do protagonista, que é casado com Maria Marta (Lilia Cabral), com quem tem três filhos: José Pedro (Caio Blat), Maria Clara (Andreia Horta) e João Lucas (Daniel Rocha). Ele descobre que também é pai de Cristina no decorrer da trama. Na segunda fase, o Comendador se envolve com a jovem Maria Ísis (Marina Ruy Barbosa). 

Nero afirmou que vai ver a reprise de “Império” como um telespectador comum. Ele explica o motivo: “Não lembro de nomes de personagens, não lembro muito da história. Eu vou pegar a novela como espectador, por incrível que pareça”. “Eu sou um desmemoriado”, brincou o intérprete do Comendador José Alfredo. 

Ele garante que, para dar vida ao personagem, buscou inspiração no próprio pai. “Na época eu não era pai, não tinha a menor ideia de como fazer. Então a única pessoa que eu poderia inspirar era o meu”, disse o ator, referindo-se ao fato de o Comendador ter quatro filhos. “Eu fazia o pai da Andréia (Horta), que todo mundo sabe que é mais velha que eu”, brincou ele, citando a atriz, de quem é amigo na vida real.

O ator comemorou o fato de “Império” retornar à Globo. Na época em que a novela foi ao ar pela primeira vez, Nero tinha 44 anos, e como o Comendador era um homem mais velho, por volta dos 50 anos, foi feita uma maquiagem especial para envelhece-lo. “As pessoas falavam ‘o Nero deu uma envelhecida, né?’. Hoje, as pessoas vão ver a novela e falar ‘nossa, o Nero deu uma rejuvenescida, né?’”, falou ele, aos risos.  

Relembre

“Império” é escrita pelo novelista Aguinaldo Silva e foi ao ar originalmente entre 2014 e 2015, na Globo, na faixa das 21h. A história venceu o Emmy Internacional na categoria melhor novela em 2015

Minas Gerais foi cenário de “Império”. A Globo utilizou a região de Carrancas, no Sul do Estado, para gravar as cenas de garimpo. Na trama, o local representa o Monte Roraima, no Norte do Brasil. 

‘Tenho me acompanhado nas reprises’, diz Lilia

Lilia Cabral, que na segunda fase de “Império” interpreta Maria Marta, a esposa ambiciosa de José Alfredo, celebrou o retorno da obra de Aguinaldo Silva após seis anos. “Foi um trabalho que só agregou coisas boas: boas interpretações e o envolvimento do elenco e do público com a história”, disse ela.

“Império” é a terceira reprise exibida na faixa das 21h da Globo desde o início da pandemia, em março de 2020, e que conta com a participação da atriz – as outras foram “Fina Estampa” e “A Força do Querer”. 

“Tenho me acompanhado nas reprises. De ‘Fina Estampa’ para cá, quanta coisa mudou ao longo desses anos… e como faz bem a gente perceber esse caminho para melhor!”, avaliou Lilia. 

Fonte: Jornal Super / O tempo

Redação

O portal noticiasbh utiliza algoritmos com inteligencia artificial para proporcionar a você a seleção das principais notícias da cidade de Belo Horizonte, destaques do Brasil e no Mundo.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *