Destaques: Bombeiros retomam buscas por corpos em Brumadinho na próxima semana

Destaques: Bombeiros retomam buscas por corpos em Brumadinho na próxima semana

Trabalhos haviam sido interrompidos após o Estado entrar na Onda Roxa do plano Minas Consciente. Com a flexibilização, as buscas pelos 11 corpos que ainda restam serão retomadas

As buscas pelos corpos das 11 vítimas que ainda não foram encontradas após o rompimento da barragem B1 da Mina de Córrego do Feijão, em Brumadinho, serão retomadas pelo Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerias (CBMMG) a partir da próxima quarta-feira (12). A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da corporação. 

Os trabalhos foram interrompidos no dia 17 de março, após o Estado entrar na Onda Roxa do plano Minas Consciente, fase mais dura do programa que impõe sobre  os municípios medidas restritivas rigorosas como a abertura de apenas serviços essenciais e o toque de recolher de 20h às 5h. Com a flexibilização para a Onda Vermelha, os trabalhos agora vão ser retomados seguindo todas as medidas sanitárias em vigor. 

Segundo o Corpo de Bombeiros, até então, 3.913 bombeiros mineiros já atuaram nas buscas em Brumadinho, em revezamento, nas atividade de campo, coordenação e nas atividades de saúde. “Com a retomada, a operação seguirá para a fase de implementação da estratégia 8, que consiste na utilização de 4 estações de busca a serem instaladas na área denominada TCF, onde funcionava anteriormente o Terminal de Carga Ferroviária da mineradora”, diz a nota dos Bombeiros. 

A barragem B1 da Mina do Córrego do Feijão se rompeu no dia 25 de janeiro de 2019, matando 270 pessoas. Até o momento, 259 vítimas já foram encontradas, ou seja, a localização de 11 “joias” ainda é o objetivo do trabalho incansável dos bombeiros.

 

Em tempos de desinformação e pandemia, o jornal O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Continue nos apoiando. Assine O TEMPO.

Fonte: Jornal Super / O tempo

CATEGORIAS
TAGS

COMMENTS

Wordpress (0)
Enable Notifications    OK No thanks