Destaques: Influencer fez ocorrência contra namorado pouco antes de ser encontrada morta

Destaques: Influencer fez ocorrência contra namorado pouco antes de ser encontrada morta

Segundo o boletim de ocorrência, a mulher disse que tinha terminado o relacionamento e estava com medo de ir pegar suas coisas no apartamento do casal

Uma hora e meia antes de ser encontrada morta em casa em João Monlevade, na região Central de Minas Gerais, a influencer Livvia Bicalho, de 37 anos, acionou a Polícia Militar e registrou um boletim de ocorrência contra o namorado Rafael Ribeiro Pinto, de 39 anos por causa de ameaças. O casal foi encontrado morto em casa na última quarta-feira (21) e a polícia suspeita de feminicídio, seguido de suicídio. 

No boletim de ocorrência, feito antes da morte,  consta que Livvia ligou para o 190 dizendo que queria fazer uma denúncia contra o namorado. Ela disse estar na frente do presídio. Quando os policiais perguntaram do que se tratava a denúncia, ela não conseguiu falar por estar chorando muito e muito nervosa. A influencer foi orientada pelos policiais para ir até o quartel. 

A polícia fez contato com a filha da influencer, uma jovem de 19 anos, que disse que a mãe era perseguida por Pinto, mas a mãe não queria que a polícia fosse até a residência dela.  Em contato com Livvia, ela informou aos policiais que estava tendo desentendimentos com o namorado há algum tempo e que os dois tinham terminado o relacionamento.

O homem teria dado 45 horas para que ela tirasse suas coisas do apartamento em que os dois viviam, no entanto, ela disse aos militares que estava com medo de ir até o local. Ela disse também que nunca tinha sido agredida por ele.  A influencer relatou que iria para a casa de uma amiga e que na segunda-feira (26) tiraria seus pertences da casa do homem e pediu ajuda da PM para fazer isso. Os militares se compromenteram a ajudá-la. Diante da denúncia, os policiais resolveram ir até a casa do casal e procurar o suspeito das ameaças.

No apartamento o homem disse aos militares que estava tudo resolvido e demorou para atender o chamado. Os policiais se surpreenderam ao ver que a mulher também estava na casa. Livvia chegou a dizer, na frente do namorado, que não tinha chamado a PM. Depois, em conversa somente com os policiais, ela disse que foi a casa onde vivia com o namorado para pegar algumas coisas dela e que depois seguiria para a casa da amiga. Ela foi orientada a deixar o local.

O boletim foi registrado às 11h30, depois, por volta de 13h, a PM foi novamente acionada na casa do casal. Vizinhos ouviram uma discussão e barulho de tiros. Os dois foram encontrados mortos.  As investigações sobre o caso estão em andamento e a Polícia Civil informou que o inquérito está sob sigilo e que mais informações do caso serão dadas em momento oportuno. 

Livvia deixou dois filhos, uma jovem de 19 anos e um menino de 9 anos. Pinto é filho do empresário Nilo Ferreira Pinto, conhecido como Nilo da Brahma. Ele já foi prefeito da cidade de Dores de Guanhães, no Rio Doce, em 2016, e tem cerca de 50 distribuidoras de cerveja em Minas, segundo informações de um amigo da família.
 

Em tempos de desinformação e pandemia, o jornal O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Continue nos apoiando. Assine O TEMPO.

Fonte: Jornal Super / O tempo

CATEGORIAS
TAGS

COMMENTS

Wordpress (0)
Enable Notifications    OK No thanks