Destaques

Destaques: Mulher é acusada de usar R$ 825 mil de auxílio da pandemia para compras de luxo

Jovem de 24 anos solicitou verba, nos Estados Unidos, alegando ter uma empresa, mas usou o dinheiro para adquirir roupas de marca e joias

Uma mulher de 24 anos foi acusada por promotores na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, de mentir para conseguir um empréstimo devido ao coronavírus e, na verdade, gastar o dinheiro em viagens de compras em lojas de luxo, como Louis Vuitton, e joalherias. 

Em março de 2020, logo que a pandemia ganhou o mundo, ela se candidatou a um empréstimo da Small Business Administration, fundo criado para fornecer alívio a empresas prejudicadas por paralisações. Segundo a denúncia, ela usou documentos falsos alegando que precisava de US$ 150.000 para seu negócio de roupas online, mas, na verdade, havia encerrado a empresa em 2019.

O pedido de empréstimo foi aprovado no início de agosto, mas todo o dinheiro teria sido usado em lojas de roupas e joias.

A mulher compareceu ao tribunal nessa segunda-feira e foi libertada sob fiança de US$ 25.000. Ela ainda pode pegar 30 anos de prisão por fraude e ter que pagar uma multa de US$1.250.000.

 

Em tempos de desinformação e pandemia, o jornal O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Continue nos apoiando. Assine O TEMPO.

Fonte: Jornal Super / O tempo

Redação

O portal noticiasbh utiliza algoritmos com inteligencia artificial para proporcionar a você a seleção das principais notícias da cidade de Belo Horizonte, destaques do Brasil e no Mundo.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *