Publicidade


O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), durante reunião com o Ministro da Economia, Paulo Guedes.

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), durante reunião com o Ministro da Economia, Paulo Guedes.| Foto: Isac Nóbrega/PR

Pelo menos quatro categorias de servidores públicos federais devem paralisar as atividades na próxima terça-feira, 17 de maio, devido à insatisfação com o reajuste proposto pelo governo Bolsonaro (5%). O protesto deve contar com a participação de servidores do Tesouro Nacional, analistas de comércio exterior, especialistas em políticas públicas e gestão, e de membros da carreira de Planejamento e Orçamento.

Além da paralisação da terça-feira, os servidores do Tesouro Nacional também marcaram assembleia para a mesma data e podem entrar em greve por tempo indeterminado. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Outra categoria que já entrou em greve é a dos servidores do Banco Central. Eles decidiram retomar o movimento em 3 de maio porque não houve avanço nas negociações com o governo federal. Eles reivindicam 27% em reposição de perdas inflacionárias acumuladas nos últimos anos.

Desde o início do ano, várias categorias federais fazem mobilizações para cobrar reajustes. O aumento linear de 5% para todo o funcionalismo é considerado insuficiente pelos servidores.

Fonte: Gazeta do Povo

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSO CONTEÚDO

O Portal Notícias BH utiliza algoritimos modernos e inteligentes que vasculham a internet, filtram e integram os melhores conteúdos em formato de postagens, possibilitando assim o acesso rápido e preciso as melhores e mais recentes notícias sobre a cidade de Belo Horizonte e os principais assuntos em destaque na internet.

Publicidade