BH

Eletricista que instalava câmeras em banheiros femininos nos locais onde prestava serviços é preso em Minas

celular e caixa de equipamento usado para filmar mulheres em banheiro
O celular e a caixa do equipamento da câmera foram recolhidos pela polícia para análise pericial (PCMG/Divulgação)

Um homem de 35 anos foi preso, nessa quarta-feira (15), em Santo Antônio do Monte, na região Centro-Oeste de Minas, suspeito de instalar câmeras para filmar mulheres dentro de banheiros femininos em diversos estabelecimentos da cidade. Ele realizava o crime em locais nos quais prestava serviços de eletricista.

Segundo apuração da polícia, o suspeito era contratado para prestar serviços de eletricista em comércios e em repartições públicas do município. Enquanto permanecia nos locais, ele se aproveitava do livre acesso e instalava as câmeras nos banheiros, com o objetivo de capturar imagens de mulheres que ali entrassem. Ao finalizar os trabalhos, retirava o aparelho.

Eventualmente, uma das mulheres desconfiou do equipamento no local. As investigações começaram em fevereiro, quando a vítima procurou a delegacia local para fazer a denúncia. Até o momento, foram identificadas três vítimas, entre 22 e 37 anos.

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) cumpriu mandado de busca e apreensão na residência do homem. O investigado confessou o crime, mas, em primeiro momento, não entregou a caixa do equipamento à polícia.

“Ao ser questionado, o suspeito confirmou os fatos e informou que a caixa do equipamento utilizado para as gravações estava na casa de seus pais e que ele havia destruído o aparelho depois de ter se arrependido dos crimes cometidos. Contudo, após a equipe se deslocar ao local informado, o investigado resolveu entregar a caixa do equipamento aos policiais”, disse o delegado Lucélio da Silva.

Crime de intimidade sexual

Ainda segundo o delegado, que está à frente do caso, no final do inquérito, o suspeito poderá responder pelo crime de registro não autorizado de intimidade sexual, previsto no art. 216-B do Código Penal, cuja pena pode chegar a um ano de prisão e multa. O celular do eletricista foi apreendido e será submetido à análise da perícia técnica. Até o momento, os levantamentos apontam que as câmeras teriam sido instaladas em dois estabelecimentos.

Com PCMG

Salma Freua



Fonte: BHAZ

Redação

O portal noticiasbh utiliza algoritmos com inteligencia artificial para proporcionar a você a seleção das principais notícias da cidade de Belo Horizonte, destaques do Brasil e no Mundo.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *