Futebol: Conselheiros do América divulgam carta e expõem principais problemas do clube

Futebol: Conselheiros do América divulgam carta e expõem principais problemas do clube

Os conselheiros do América Carlos Vogas e Jairo Viana, que integram a Chapa Renovação da Arquibancada, derrotada nas últimas eleições para o Conselho Deliberativo do clube, divulgaram nesta quinta-feira (10) uma carta manifestando sua insatisfação com o atual momento vivido. Time não vence há seis jogos e foi eliminado pelo Criciúma na Copa do Brasil.

Ambos expõem quais são os principais problemas, que contribuem para a fase. Veja, conforme palavras deles:

– Atraso na renovação de Lisca, com a perda de oportunidades no mercado de jogadores, em função de uma eleição do Conselho Administrativo de chapa única;

– Meses sem um diretor de futebol, para ser contratado um profissional contestado pela torcida;

– Venda de Messias, um dos principais jogadores, por um valor considerado baixo;

– “Idas e vindas” de Ademir, que estava sendo negociado com o Palmeiras e chegou a ser afastado de alguns jogos;

– Proposta de aproveitamento da base no Campeonato Mineiro, abortada logo nos primeiros jogos

– Resultados insatisfatórios nas categorias de base, “onde o principal resultado ruim é não produzir novos talentos”;

 – Aumento da dívida de R$ 67 milhões em 2017 para R$ 107 milhões em 2020.

Outro ponto abordado pelos conselheiros é a falta de reforços entre a última temporada e esta. “Nosso time titular que estreou na série A é nosso time da série B, sem Messias e Sávio. Das 11 contratações, poucos reforços de fato”, escreveram.

“Derrotados nas urnas, nos dispusemos a ajudar. Mas se você conhece um conselheiro do América, não o culpe. Ele não é ouvido e sua voz só é solicitada quando da eleição ou aprovação de algo”, disseram.

“Esta carta não quer botar fogo em uma situação já complicada. O América está acima de tudo, inclusive de sua própria política. Reiteramos que estamos dispostos a ajudar o clube nas horas boas e ruins. Mas é necessário deixar claro que os erros cometidos são cíclicos no América. Provavelmente porque seus dirigentes também são”, completaram.

Através de sua assessoria de imprensa, o América informou que não vai comentar o caso, já que os torcedores são livres para se manifestarem.

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

Fonte: Jornal Super / O tempo

CATEGORIAS
TAGS

COMMENTS

Wordpress (0)
Enable Notifications    OK No thanks