Futebol: Cruzeiro: Dedé terá que passar por perícia médica após decisão judicial

Futebol: Cruzeiro: Dedé terá que passar por perícia médica após decisão judicial

Zagueiro garante que possui condições de atuar e contesta suspensão de liminar

O imbróglio envolvendo o zagueiro Dedé e o Cruzeiro prossegue. Nesta sexta-feira (19), o juiz Fabio Gonzaga de Carvalho, da 48ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte, determinou que o atleta passe por uma perícia médica. A medida tem como principal objetivo proporcionar ao juiz melhores condições de deliberar sobre o caso por meio de informações médicas detalhadas sobre a condição do zagueiro. 

Esse é mais um passo na ação movida por Dedé, que cobra judicialmente do Cruzeiro a quantia de R$ 35,2 milhões. O zagueiro alega direitos suprimidos, como verbas não pagas, 13º, FGTS e salários atrasados. Além disso, a perícia médica será fundamental para determinar se Dedé possui ou não condições de voltar a jogar. 

O zagueiro e sua representação jurídica contestam a decisão do desembargador Paulo Maurício Ribeiro Pires, do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª região. Ele foi o responsável por suspender a liminar que garantia a Dedé o direito de romper contrato com o Cruzeiro e assinar com qualquer outro clube do país. 

Para Dedé e seus advogados, o atleta possui totais condições de atuar, o que garantiria o rompimento do vínculo. Inclusive, ele teria algumas ofertas e estuda o melhor caminho. O último jogo de Dedé foi no longínquo dia 19 de outubro de 2019, quando deixou o campo de jogo contra o Corinthians alegando uma lesão no joelho. 

Em tempos de desinformação e pandemia, o jornal O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Continue nos apoiando. Assine O TEMPO.

Fonte: Jornal Super / O tempo

CATEGORIAS
TAGS

COMMENTS

Wordpress (0)
Enable Notifications    OK No thanks