Futebol: Cruzeiro: Sóbis sai fortalecido em dia de vexame e queda de técnico que o barrou

Futebol: Cruzeiro: Sóbis sai fortalecido em dia de vexame e queda de técnico que o barrou

Camisa 10 celeste foi ‘disciplinado’ em um dos jogos mais importantes do time na temporada. Resultado mostrou que decisão foi desastrada

Uma das cenas marcantes da eliminação vexatória do Cruzeiro para a Juazeirense na Copa do Brasil foi Rafael Sobis preocupado, com o colete de reservas, enquanto o time se preparava para a disputa de pênaltis. O camisa 10 da Raposa não foi escalado para o confronto, perdendo a condição de titular como vinha sendo e sequer foi a campo, não entrando no decorrer do compromisso. 

O reflexo do episódio com Felipe Conceição no último domingo, quando questionou a alteração na derrota para o CRB por 4 a 3.

“Esse assunto vai ser resolvido internamente, mas nenhum atleta está acima do clube nem do treinador. Existe hierarquia e isso vai ser resolvido internamente. A gente não aceita nenhum tipo de adversidade interna. Não tenho mais nada para dizer, mas com certeza vão ser tomadas medidas”, declarou o ex-comandante cruzeirense no domingo.

As medidas vieram. Em um dos jogos mais importantes da Raposa no ano, um de seus principais destaques esteve ausente da partida praticamente como um ‘castigo’. 

Mas a saída de Felipe Conceição, logo após a eliminação na Copa do Brasil, fortalece também a imagem de Sóbis, que sempre foi considerado um dos líderes do elenco e esteve no clube nos momentos de alegria recente, com o bicampeonato da Copa do Brasil, e também na fase mais sombria, que é a atual.

O atual camisa 10 retorou à Raposa no ano passado, sendo a segunda contratação da era Luiz Felipe Scolari. Logo, encontrou-se e salvou-se em uma campanha extremamente decepcionante do time na Série B, sendo o artilheiro ainda na temporada, com seis gols marcados. Com Conceição, Sóbis foi a campo 17 vezes neste ano, sendo substituído em sete oportunidades e começando no banco, além da partida contra a Juazeirense, em dois jogos, a vitória sobre o Athletic por 1 a 0, e a derrota para o América por 1 a 0, ambos os duelos pelo Mineiro. Sóbis, no entanto, diferentemente da partida contra a Juazeirense, atuou nesses jogos. A informação é que o atleta pediu desculpas ao elenco e também ao treinador pelo ocorrido. Mesmo assim, teria sido ‘disciplinado’.

A ausência de uma peça experiente, que poderia ter trazido mais serenidade ao Cruzeiro em um momento da partida onde a Juazeirense marcava em cima, custou caro e a Raposa deu adeus à Copa do Brasil novamente na terceira fase. 

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

Fonte: Jornal Super / O tempo

CATEGORIAS
TAGS

COMMENTS

Wordpress (0)
Enable Notifications    OK No thanks