Futebol: Galo: Hulk diz que derrota para o Cruzeiro fez o time crescer: ‘Nos fortaleceu’

Futebol: Galo: Hulk diz que derrota para o Cruzeiro fez o time crescer: ‘Nos fortaleceu’

“Conversamos bastante durante a semana para consertar o que estava errado e graças a Deus as coisas foram acontecendo”, disse o atacante em entrevista à ESPN

A derrota para o Cruzeiro, no clássico do dia 11 de abril, foi um divisor de águas para a melhora técnica do Atlético, na avaliação do atacante Hulk. Em entrevista ao programa SportsCenter, da ESPN Brasil, nesta quarta-feira (5), o jogador contou que o técnico Cuca promoveu ajustes no time e os colegas se esforçaram para corrigir os erros.

“O bom do futebol é que, a cada dia, é uma história diferente. Há resultado não tão bons, negativos, que acaba nos fortalecendo. Foi a questão do clássico. A gente perdeu para o nosso maior rival, que era o Cruzeiro. Conversamos bastante durante a semana para consertar o que estava errado e graças a Deus as coisas foram acontecendo, evoluindo e o time começa a se encontrar. Os jogadores estão mais soltos, mais confiantes. Esperamos continuar assim”, afirmou.

Após o revés no clássico, foram seis jogos, com cinco vitórias e um empate. Para o Hulk, a variação ofensiva do ataque alvinegro favorece o esquema da equipe. “Isso favorece bastante. Tanto o Sava quanto o Keno vem para dentro para nos ajudar, com tabela, com uma jogada rompendo a linha do adversário, favorece bastante e dificulta a marcação do adversário. Porque o lateral não sabe se segue mano a mano ou se mantém a posição quando o ponta vem por dentro. Isso nos facilita para fazer a diagonal e que a bola chegue”, afirmou o atacante.

Hulk falou ainda da sua nova função, atuando mais como um centroavante. “Muda um pouco nossas características. Quando se joga na ala tem que fazer a ala toda. E você precisa fazer piques de 50 m ou 60 m, e acaba forçando muito. E o fato de jogar de falso 9 e o professor Cuca dá toda liberdade de trocar de função com outros jogadores, vir buscar bola, facilita muito. E consigo me guardar mais para estar inteiro nessas diagonais, como sprints de 35 por hora, como já dei. A gente cria experiência para ir dosando e esta bem os 90 minutos”, ponderou.

Em tempos de desinformação e pandemia, o jornal O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Continue nos apoiando. Assine O TEMPO.

Fonte: Jornal Super / O tempo

CATEGORIAS
TAGS

COMMENTS

Wordpress (0)
Enable Notifications    OK No thanks