Lava Jato diz que não investigou Bolsonaro e seus familiares

Lava Jato diz que não investigou Bolsonaro e seus familiares

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 1

Em nota divulgada nesta sexta-feira (26), procuradores que fizeram parte da força-tarefa da Lava Jato no Paraná negaram ter investigado o presidente Jair Bolsonaro e seus familiares.

A nota foi uma reação à afirmação de Bolsonaro de que “vários diálogos” entre o procurador Deltan Dallagnol, ex-coordenador da força-tarefa Lava Jato no Paraná, e membros do Ministério Público Federal (MPF) demonstram “perseguição” a sua família.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 2

Os procuradores informam na nota que a força-tarefa tinha por atribuição investigar a Petrobras e não Bolsonaro ou seus familiares.

Os ex-integrantes da Lava Jato afirmam ainda que não reconhecem a veracidade e a autenticidade das supostas mensagens atribuídas a eles, que foram obtidas por hackers.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 3

Os procuradores dizem ainda que, embora não reconheçam as mensagens, o conteúdo delas revela apenas “uma brincadeira entre colegas de trabalho”.

Leia a íntegra da nota dos procuradores que integraram a Lava Jato:

“Os procuradores da República que integraram a força-tarefa Lava Jato esclarecem sobre recente publicação do presidente Bolsonaro envolvendo supostas mensagens:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 4

1. Os procuradores da República que integraram a força tarefa Lava Jato reafirmam que não reconhecem a autenticidade e a veracidade das mensagens criminosamente obtidas por hackers que estão lhe sendo atribuídas. Os supostos diálogos constantes nessas mensagens, editados, descontextualizados e deturpados, vem sendo utilizados de forma deliberada e sistemática por condenados da operação e simpatizantes que, não conseguindo enfrentar as provas e fatos que constam em centenas de autos judiciais, limitam-se a fazer e renovar, por dezenas de vezes, falsas acusações.

2. No caso específico, ainda que os diálogos tivessem ocorrido da forma como apresentados – embora não se reconheça o seu conteúdo, seja pelo tempo, seja pela ordem em que são apresentados, seja pelo conteúdo – as mensagens mostram, evidentemente, somente uma brincadeira entre colegas de trabalho. Qualquer interpretação diferente que se faça da questão, além de ser totalmente contrária ao contexto jocoso revelado pelas próprias supostas mensagens, não tem qualquer amparo na realidade. A força-tarefa do caso Lava Jato em Curitiba tinha atribuição limitada à investigação de crimes relacionados às empresas do Grupo Petrobras, não alcançando eventuais investigações relacionados ao presidente ou a sua família”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 5

Fonte: GAZETA BRASIL

TAGS

COMMENTS

Wordpress (0)
Enable Notifications    OK No thanks